Como a qualidade do ar influencia no seu cotidiano

Os avanços tecnológicos e industriais possibilitaram muitas mudanças na maneira de se viver dos seres humanos. Uma das consequências dessas conquistas é a alteração da qualidade do ar que respiramos.

Cada vez mais, o planeta enfrenta problemas em relação à poluição do ar, principalmente nas cidades, que reúnem grande concentração de pessoas e muitos poluentes, como carros e fábricas.

Neste artigo, você verá como a qualidade do ar influencia na sua vida, saúde e cotidiano, e também práticas para melhorar o ambiente em que vivemos e seus indicadores. Vamos lá!

O que é e como medir a qualidade do ar?

O índice de qualidade do ar é uma medida que quantifica substâncias poluentes no ar de determinados locais. Os níveis de concentração dessas impurezas podem ser classificados, mostrando o quão nocivo à saúde humana se encontra o ar dessa região.

Segundo a Resolução nº 03/90 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), os padrões de como medir a qualidade do ar são estabelecidos a partir de sete indicadores, que são:

  • Dióxido de Enxofre (SO2);
  • Dióxido de Nitrogênio (NO2);
  • Fumaça;
  • Monóxido de Carbono (CO);
  • Ozônio (O3);
  • Partículas Totais em Suspensão (PTS),
  • Partículas Inaláveis (PI ou PM10).

Dióxido de Enxofre (SO2)

Relacionado diretamente ao uso de combustíveis fósseis, ele causa o agravamento de doenças respiratórias e cardiovasculares, sendo também um dos principais poluentes presentes na chuva ácida.

Dióxido de Nitrogênio (NO2)

O poluente é formado pela reação do óxido de nitrogênio com o oxigênio reativo na atmosfera, podendo causar desde coriza até danos severos nos pulmões. Também é um dos causadores da chuva ácida e da formação de ozônio.

Monóxido de Carbono (CO)

O monóxido de carbono é um gás que dificulta a oxigenação dos tecidos, sendo classificado como asfixiante. Além disso, ele diminui a capacidade de transporte de oxigênio no sangue.

Ozônio (O3)

O ozônio tem efeito benéfico ao ser humano nas camadas altas da atmosfera, protegendo o planeta contra os raios solares ultravioleta. Entretanto, quando próximo ao solo, ele é altamente tóxico, podendo agravar doenças respiratórias e diminuir a resistência a infecções.

Partículas totais em suspensão, partículas inaláveis e fumaça

São materiais líquidos e sólidos presentes, como fuligem, poeira e pó. As partículas mais grossas ficam no nariz e na garganta, provocando alergias e irritações, enquanto as mais finas entram na corrente sanguínea.

Como melhorar a qualidade do ar?

Para melhorar o índice da qualidade do ar, é preciso diminuir o nível dos componentes listados acima. Separamos algumas medidas que ajudam:

Diminuir o número de carros na rua

Os combustíveis fósseis são responsáveis por grande parte da poluição do ar nas grandes cidades. Por isso, diminuir o uso do carro é uma medida que ajuda na melhora dos indicadores de qualidade do ar.

Iniciativas como carona solidária, incentivo do uso de bicicletas e até mesmo o uso do transporte coletivo são algumas práticas que ajudam na diminuição da poluição do ar. 

Utilizar biocombustíveis ou energia elétrica

Ainda que tenhamos usinas de carvão no país, a maioria da energia elétrica do Brasil é proveniente de usinas hidrelétricas. Por isso, optar por carros elétricos ou que utilizam biocombustíveis é uma boa prática para o ar que respiramos.

Fiscalizar a agricultura

Práticas como o uso intensivo de agrotóxicos e as queimadas são danosas ao meio ambiente, aumentando os poluentes para o ar e também para o solo. Por isso, é necessário fiscalizar setores ligados à agricultura, a fim de que o exercício irregular desse tipo de manejo não aconteça.

Plantar árvores

Uma das maiores iniciativas quando o assunto é como melhorar a qualidade do ar é o plantio de árvores. Elas captam alguns poluentes e expiram oxigênio, realizando uma troca de gases no ar que respiramos. 

Dessa forma, investir em áreas verdes e manter áreas já existentes é uma ação que contribui na diminuição dos indicadores da qualidade do ar descritos acima.

Investir em filtros de ar

Uma dica que funciona para empresas, indústrias e também residências é investir em filtros de ar. Eles têm a capacidade de fazer uma limpeza de impurezas poluentes, além de bactérias e vírus que circulam no ambiente. O ar-condicionado, por exemplo, é um equipamento que realiza essa função.

Veja ações para fazer na sua casa

Muitas ações melhoram a qualidade do ar em casa, e ter plantas espalhadas pelo ambiente é umas delas. Além disso, é recomendado trocar sempre as roupas de cama, que podem acumular poeira, limpar a casa regularmente e higienizar a ventilação da sua residência.

Dentre os equipamentos que ajudam a melhorar o ar do seu ambiente, o climatizador de ar é destacável. Ele renova o ar, fazendo a filtragem de impurezas e limpando o ambiente como um todo, e equilibra a temperatura do local.

Falou qualidade do ar? Falou Leveros

Agora que você sabe mais sobre a qualidade do ar e as ações que melhoram o seu ambiente, veja na Leveros as opções disponíveis em climatização que te ajudarão com isso.

Temos diversas opções de climatizadores e ares-condicionados, além de serviços de manutenção e limpeza desses equipamentos. E tudo com a segurança e a eficiência de quem tem mais de 40 anos de mercado.